terça-feira, 16 de outubro de 2007

Noriel Vilela - Eis o Ôme (1968)




Conhecido como o tenor do samba, Noriel Vilela começou sua carreira como integrante dos Cantores de Ébano, nos anos 50. O cantor era umas das vozes mais poderosas do grupo. A clássico "16 Toneladas", sempre esperada nas pistas do Balanço, foi gravada primeiramente pelo carioca. "Eis o Ôme" é o primeiro, e único, álbum solo de Noriel, que morreu cedo. Lançado em 1968, o disco representa bem a mistura de umbanda e samba-rock do cantor. A forte presença da cultura afro é marca registrada do sambista. Referências leves e bem humoradas para o folclore dos santos e orixás são constantes, representando o legítimo samba de preto velho. Relançado em CD, "Eis o Ôme" é um achado para quem aprecia sambalanço de primeira com tempero afro. Destaque para as faixas "Só o Ôme", "Pra Iemanjá Levar", "Eu tá Vendo no Copo" e "Cacundê, Cacundá". Saravá!!!

Um comentário:

candidaalmeida disse...

cara, sensacional o seu blog. vc arrasa com as postagens e coletâneas!!!

o mundo da cultura agradece!! achar o noriel aqui, foi um grande presente!
saravá!!