terça-feira, 15 de janeiro de 2008

Norma Bengell - OOOOOOH! Norma - 1959


MAIS UMA RARIDADE QUE VOCE SO ENCONTRA AQUI NO MUSICA DA MINHA GENTE!!!!!


Norma Aparecida Almeida Pinto Guimarães d´Áurea Bengell mais conhecida como Norma Bengell é uma atriz, cineasta, cantora e compositora brasileira.
Nascida na cidade do Rio de Janeiro, em 21 de setembro de 1935. Foi a primeira atriz brasileira a apresentar-se em uma cena de nu frontal no filme Os cafajestes, de 1962.
Como cantora, seu primeiro sucesso foi o 78 rpm com "A lua de mel na lua" e "E se tens coração" (da trilha sonora do filme "Mulheres e milhões", de Jorge Ilely).
Em 1959, gravou seu primeiro LP, "OOOOOO! Norma", com destaque para a faixa "Feaver". O lançamento do disco, pela gravadora Odeon, foi motivado pela grande sensação causada pela capa de um disco da gravadora, ilustrada por uma fotografia da artista, já conhecida do público como protagonista do filme "O homem do Sputnik", de Carlos Manga, vestindo um maiô. Segundo Ruy Castro, no livro "Chega de Saudade: a história e as histórias da bossa nova" (São Paulo: Companhia das Letras, 1990), "Chico Pereira fotografou-a para a capa de modo que ela parecesse estar nua" (pp.222-224), explorando ao máximo sua sensualidade.com uma sonoridade bastante próxima da bossa nova, com várias canções de Tom Jobim e João Gilberto. Após anos gravando participações em trilhas sonoras e discos de outros artistas, seu segundo LP "Norma canta mulheres", sai apenas em 1977, com composições de Dona Ivone Lara, Luli e Lucina, Marlui Miranda, Dolores Duran, Chiquinha Gonzaga, Rosinha de Valença, Glória Gadelha, Sueli Costa, Rita Lee, Joyce e Maysa, além de "Em nome do amor", parceria de Norma com Glória Gadelha.
Foi casada durante 30 anos com o ator italiano Gabrielle Tinti.
Seu LP de estréia contou com um repertório internacional, mais três canções de Tom Jobim e uma de João Gilberto. Seu público era composto na maioria por rapazes que, não podendo freqüentar a noite carioca, podiam se aproximar da musa, em seus shows.
Fez diversos shows ao lado da turma da bossa nova (Tom Jobim, João Gilberto, Vinícius de Moraes e Roberto Menescal, entre outros), sendo uma das primeiras cantoras a gravar composições inéditas de Tom Jobim.

2 comentários:

marcelo disse...

Daniel, parabenizo (e muito)por teres disponibilizado este ooooooh! norma. Esta raridade é uma maravilha. Você, Daniel, um jovem, tem muita perspicácia musical. Sabe "sacar" o que é bom. É isso aí: bom gosto não tem idade. Um abração do Marcelo.

David disse...

Simplemente sensacional. Vale o blog inteiro que por sinal é ótimo.
Abs, David