terça-feira, 15 de abril de 2008

Elizeth Cardoso - Canção do Amor Demais - 1958




Pela primeira vez em disco, o violão de João Gilberto marca o ritmo que, pouco mais tarde, receberia o nome de bossa-nova, sendo este o pontapé inicial do movimento.Este foi o disco que fez tudo mudar. Para começar, algumas das mais lindas canções de câmara de Tom e Vinicius estão aqui. Os arranjos que Tom fez para pequena orquestra são primorosos, numa estética leve e inovadora que se opunha ao romantismo meloso e exacerbado ainda em voga naqueles tempos de samba-canção. Um marco a partir do qual o pensamento musical brasileiro tomou novo rumo e novo impulso. "Chega de Saudade" já estava pronta talvez há alguns anos, e era um choro. A partir deste disco, foi tocada em ritmo de samba, mas, apesar disso, conserva na estrutura e na melodia as marcas do estilo em que foi concebida. Um disco Perfeito de uma de nossas maiores cantoras, se nao for a melhor...Por isso, deleitem-se!!!
Lado B
Saravá!!!

50 Anos de Bossa Nova !!!

A bossa nova é um movimento da música popular brasileira surgido no final da década de 1950 e início da de 1960. De início, o termo era apenas relativo a um novo modo de cantar e tocar samba naquela época. Anos depois, Bossa Nova se tornaria um dos gêneros musicais brasileiros mais conhecidos em todo o mundo, especialmente associado a João Gilberto, Vinicius de Moraes, Antonio Carlos Jobim e Luiz Bonfá.
A palavra bossa apareceu pela primeira vez na década de 1930, em Coisas Nossas, samba do popular cantor Noel Rosa: O samba, a prontidão/e outras bossas,/são nossas coisas(...). A expressão bossa nova passou a ser utilizada também na década seguinte para aqueles sambas de breque, baseado no talento de improvisar paradas súbitas durante a música para encaixar falas.
Alguns críticos musicais destacam a grande influência que a cultura estadosunidense do Pós-Guerra combinada ao impressionismo erudito, de Debussy e Ravel, teve na bossa nova, especialmente do jazz. Além disso, havia um fundamental inconformismo com o formato musical de época,
Um embrião do movimento, já na década de 1950, eram as reuniões casuais, frutos de encontros de um grupo de músicos da classe média carioca em apartamentos da zona sul, como o de Nara Leão, na Avendia Atlântica, em Copacabana. Nestes encontros, cada vez mais frequëntes, a partir de 1957, um grupo se reunia para fazer e ouvir música. Dentre os participantes estavam novos compositores da música brasileira, como Billy Blanco, Carlos Lyra, Roberto Menescal e Sérgio Ricardo, entre outros. O grupo foi aumentando, abraçando também Chico Feitosa, João Gilberto, Luiz Carlos Vinhas, Ronaldo Bôscoli, entre outros.
Primeiro movimento musical brasileiro egresso das faculdades, já que os primeiros concertos foram realizados em âmbito universitário, pouco a pouco aquilo que se tornaria a bossa nova foi ocupando bares do circuito de Copacabana, no chamado Beco das Garrafas.
No final de 1957, numa destas apresentações, no Colégio Israelita-Brasileiro, teria havido a idéia de chamar o novo gênero - então apenas denominado de samba sessions, numa alusão à fusão entre samba e jazz - , através de um recado escrito num quadro-negro, provavelmente escrito por uma secretária do colégio, chamando as pessoas para uma apresentação de samba-sessions por uma turma "bossa-nova". No evento participaram Carlos Lyra, Ronaldo Bôscoli, Sylvia Telles, Roberto Menescal e Luiz Eça, onde foram anunciados como "(...)grupo bossa nova apresentando sambas modernos".
Quase 50 anos após a gravação da primeira canção em bossa-nova, o ritmo é tombado pela prefeitura da cidade do Rio de Janeiro, como patrimônio carioca, assim como foi o samba há algum tempo atrás.
A primeira a ser gravada em 1958 foi “Canção do Amor Demais”, com letra de Vinícius de Moraes e apoio musical de Tom Jobim e João Gilberto. A canção foi gravada por Elizete Cardoso e abriu caminho para o ritmo brasileiro mais conhecido e gravado pelo mundo. Basta analisar as canções brasileiras mais tocadas lá fora. Segundo o prefeito, César Maia, talvez essas canções sejam as únicas com impacto nos Estados Unidos, por exemplo.
No dia 25 de Janeiro do ano que vem, dia do aniversário de Tom Jobim, os maiores representantes da bossa-nova no país pretendem realizar o Dia Nacional da Bossa Nova, com show reunindo todas as gerações de cantores do ritmo. O projeto já foi aprovado no Congresso Nacional e irá para votação no Senado.

Fonte: Wikipedia

Download: Elizeth Cardoso - Canção do Amor Demais - 1958

2 comentários:

Nailo disse...

Belo trabalho de pesquisa, a matéria está excelente.

realmente este disco é um marco na história da música brasileira.

Nailo disse...

Belo trabalho de pesquisa, a matéria está excelente.

realmente este disco é um marco na história da música brasileira.