segunda-feira, 12 de maio de 2008

Filme da Semana




O que o diretor finlandês Mika Kaurismaki fez pelo samba em seu "Moro no Brasil" (2002), ele agora faz pelo choro em "Brasileirinho", no qual ele combina suas três grandes paixões: cinema, música e o Brasil.
No documentário, ele mostra a vitalidade do estilo musical, que é considerado genuinamente brasileiro.
"Brasileirinho" ficou pronto em 2005 e estreou no Festival de Berlim daquele ano. Depois, entrou em circuito em diversos países da Europa, como França, Finlândia e Inglaterra. No Brasil, chega com dois anos de atraso porque o diretor teve que solucionar pendências com os direitos autorais de algumas músicas apresentadas no filme.
O documentário tem como fio condutor uma apresentação do Trio Madeira Brasil, composto por Marcello Gonçalves, Zé Paulo Becker e Ronaldo Souza. O longa acompanha a preparação e ensaios dos artistas e vai contando a história da evolução do choro ao longo de quase 150 anos. Esse estilo de música exerce uma grande fascinação não só sobre estrangeiros, como Kaurismaki, radicado no Brasil há vários anos, mas também entre brasileiros. Zé Paulo Becker era um conceituado músico erudito quando resolveu dedicar-se ao choro. Deixou os concertos internacionais de lado e foi para o botequim que, segundo ele, "é a grande escola da música brasileira".
Para o trombonista Zé da Velha, "o choro é o jazz brasileiro". O trompetista Silvério Pontes, por sua vez, considera que esse estilo não tem idade, comunicando-se com pessoas das mais diversas faixas etárias. Além disso, a música também tem o seu papel social. "Brasileirinho" mostra uma oficina de choro para crianças carentes no Rio de Janeiro.
Um dos destaques é a apresentação do violonista e compositor gaúcho Yamandu Costa. Em um de seus depoimentos, diz que "o violão de sete cortas é inteligente e chega a propor idéias" ao músico. Já o trompetista Joatan Nascimento destaca que tocar choro não é para qualquer um, pois o estilo pede uma improvisação e nem todos são capazes.
Kaurismaki é um apaixonado pelo Brasil e sua cultura. Estabelecido no Rio de Janeiro desde meados da década de 1990, ele tem se dedicado a estudar e filmar a música do país, mas seu olhar não é mais simplesmente o de um estrangeiro encantado com o exotismo.
Apesar do tom às vezes muito didático, "Brasileirinho" é um convite a viajar pela cultura brasileira -- em especial aquela que está ligada ao choro. Kaurismaki dosa bem os depoimentos e apresentações gravadas num show feito no Dia do Choro, 23 de abril, quando também se comemora o nascimento do compositor Pixinguinha (1897-1973).

.::Ficha do Filme ::.

Brasileirinho - Brasileirinho, 2005

» Direção:
- Mika Kaurismäki
» Elenco:
- Teresa Cristina
- Paulinho da Viola
» Sinopse: O filme mostra um tipo de música bem brasileira: o choro. O diretor Mika Kaurismäki relembra como foi o início desse estilo musical no país, suas origens e os primeiros a aderirem a esse novo estilo.

Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Cinema/0,,MUL92679-7086,00.html

Um comentário:

thays disse...

SARAVÁ!!!!!!!!