quarta-feira, 29 de abril de 2009

Café Brasil - Varios - 2001

Bora fazer um teste?
quem baixar este disco e nao gostar, pode mem xingar aqui, o disco é lindo, cheio de detalhes que nao passam despercebido, vamosver, por isso deleitem-se!!!
Daniel de Mello e a Música da Minha Gente
Saravá!!!

Este disco "Café Brasil" é uma façanha. A começar pelo time de músicos espetaculares que juntou. Foi lançado antes no exterior, onde já vendeu quase 100 mil cópias. Consegue agradar desde quem nunca comprou um disco de choro até a seus cultores. São vários os clássicos como "Noites Cariocas", "Brasileirinho" e "1 x 0". Apesar de serem músicas interpretadas em qualquer roda de choro, cada uma ganha um charme especial que resgata sua originalidade. "Noites Cariocas" vem com um instrumento raro no choro, o acordeon de Sivuca. "1 x 0" refaz o dueto de Benedito Lacerda e Pixinguinha com dois dos nossos maiores instrumentistas de sopros, Altamiro Carrilho e Carlos Malta. "Brasileirinho" vira um duo de bandolim e cavaquinho com os virtuoses Joel Nascimento e Henrique Cazes. O fato de ter várias músicas cantadas torna o disco ainda mais atraente para um público não acostumado a ouvir música instrumental. É um disco de estrelas, como Paulinho da Viola (sempre fantástico), Martinho da Vila e Marisa Monte. A produção é do Rildo Hora.

O disco foi feito especialmente para uma gravadora alemã, que o lançou na Europa e EUA antes do Brasil. Quando começou a ser vendido aqui, já era um sucesso de vendas mundial. Acredito que será o principal responsável pela divulgação do Choro no exterior, depois de penetrações de pequeno alcance, como as coletâneas do Jacob do Bandolim lançadas nos EUA e o grammy latino para o Paulo Moura, e até algumas que não agradaram o paladar estrangeiro, como o disco "Bach in Brazil". O triste é ninguém do Brasil ter investido antes no potencial do choro como música de exportação. Deve ser mais fácil exportar bundinhas.
Há alguns detalhes interessantes. O primeiro é que, ao contrário do anunciado, não é um disco apenas do grupo Época de Ouro. Os virtuoses do mais importante grupo de choro brasileiro são os responsáveis pela maioria das faixas, mas não tocam em todas, como na sublime interpretação de "Meu Primeiro Amor" de Pattapio Silva por Altamiro Carrilho e a pianista Maria Teresa Madeira. Outro segredo é que o Época de Ouro estava há uns 4 anos com um disco pronto, que contava com as participações de vários músicos em cujas gravações o grupo participou, como Marisa Monte, Paulinho da Viola e Elba Ramalho. Apesar de pronto, nunca nunca era lançado, não só devido à miopia das gravadoras, mas também por que seria um trabalhão conseguir a liberação de todos os artistas. Para completar o disco "for export" foram usadas 5 faixas deste disco já pronto. A boa notícia é que as faixas que sobraram, somadas ao sucesso do Café Brasil, serão a base para um novo disco do Época de Ouro. É sempre um prazer inenarrável poder ouvir o Dino no 7 cordas, o Ronaldo no bandolim, o Toni no violão, o Jorginho no Pandeiro, o César Farias no violão e o Jorge Filho no cavaquinho.
Fonte: Samba Choro

Download: Café Brasil - Varios - 2001

3 comentários:

Maurice disse...

Parabens pelo post, adoro este cd. Comprei ele na França, quando morava em Paris (sou frances e me mudei para o Brasil de vez no ano pasado). Maurice

NILOVE disse...

opa esse é do Café Brasil, mas não tem problema me amarro neste disco também, presença constante na vitrolinha, abraços.

Paulo Fernando disse...

POR FAVOR, ESTOU TENTANDO BAIXAR O DISCO DO CAFÉ BRASIL, MAS SEMPRE DÁ ERRO. PODERIA ME INFORMAR SE SOU EU OU O LINK? ABRAÇOS E OBRIGADO. PAULO HORTA