sábado, 15 de dezembro de 2007

Maria Bethania - Passaro da Manhã - 1977


Pedido feito pelo nosso parceiro Frank Cesar Busatto e atendido pelo
Musica da Minha Gente!!!

Disco de 77 marcado por textos de Fernando Pessoa e Clarice Lispector, traz os sucessos "Tigresa", "Gente" e "Cabocla Jurema", recriada do folclore com a sensibilidade ímpar da cantora.

Maria Bethânia Vianna Telles Veloso nasceu geminiana no dia 18 de junho de 1946, em Santo Amaro da Purificação, cidade do Recôncavo Baiano. Filha de Seu Zeca Veloso, o "Onça", funcionário dos Correios e Telégrafos e de Dona Canô, a força transformadora da terra no pequeno corpo de mulher, nasceu no sobrado na Rua Direita, em cima do local onde seu pai trabalhava. Desde criança, convivendo com os irmãos Rodrigo, Roberto, Caetano, Clara, Mabel, Nicinha e Irene, já demonstrava o que seria a sua marca definitiva - a força dramática, as atitudes apaixonadas, a determinação, a energia telúrica. Queria ser atriz, subir ao palco para representar. Respirava, incentivada pelo fértil ambiente de casa, a mágica atmosfera da arte, a sensibilidade das pequenas grandes coisas da vida, a descoberta da leitura do mundo em suas cores, gestos, palavras e sons.

"Só canto o que quero, com quem quero, como quero e quando quero. Nunca entendi nenhum movimento, porque não tenho paciência, não posso jamais ser uma cantora de bossa nova. Uma cantora de protesto, uma cantora tropicalista. Como cada dia eu quero cantar uma coisa, prefiro não me ligar à nada e a ninguém, para poder cantar o que o meu coração mandar".

Maria Bethânia


Universal Music - a gravadora que detém a maior parte da obra fonográfica de Maria Bethânia - vai, enfim, recolocar em catálogo os 22 títulos da cantora pertencentes ao seu acervo. Todos já foram relançados em CD com as capas originais, na primeira metade dos anos 90, mas acabaram desaparecendo das lojas e a maioria nunca mais foi reeditada. Fãs da artista que perderam essas primeiras tiragens conhecem a dificuldade que é encontrar títulos como A Tua Presença... (1971), Rosa dos Ventos (1971), Drama (1972), Drama 3º Ato (1973), Pássaro Proibido (1976), Pássaro da Manhã (1977, capa acima, à esquerda), Talismã (1980), Alteza (1981), Ciclo (1983), A Beira e o Mar (1984) e Olho d'Água (1992).
Outros títulos até são encontráveis com alguma sorte - casos de Edu & Bethânia (1967, relançado recentemente em série dedicada ao acervo da gravadora Elenco), A Cena Muda (1974), Chico Buarque & Maria Bethânia (1975), Maria Bethânia & Caetano Veloso (1978), Álibi (1978, campeão da discografia da cantora, com alegado milhão de cópias vendidas), Mel (1979), Nossos Momentos (1982), Memória da Pele (1989), Maria Bethânia 25 Anos (1990), As Canções que Você Fez pra mim (1993) e Maria Bethânia ao Vivo (1994).
Mais ou menos raros, os álbuns de Bethânia na gravadora Universal são importantes porque sedimentaram o estilo da cantora - inclusive suas performances teatrais, eternizadas em sucessivos discos ao vivo quando ainda não era moda lançar registros de shows - e a tornaram uma grande vendedora de discos. Os anos 70 foram muito profícuos para Maria Bethânia. Enfim, as novas gerações poderão conhecer trabalhos tão fundamentais em sua trajetória.


Ficha Técnica:
Estúdio: Phonogram
Direção de Produção: Maria Bethânia, Perinho Albuquerque
Técnico de gravação: Ary Carvalhaes
Técnico de Mixagem: Ary Carvalhaes
Auxiliar de estúdio: Julinho
Montagem: Rafael Isaac
Foto: Marisa Alvares de Lima
Capa: Aldo Luiz. Maria Bethânia
Arte final: Arthur Fróes
Arte do CD: Vanessa Duran

Músicos que participaram desta gravação
Piano: Zé Maria (Terra Trio)
Baixo: Fernando
Bateria: Ricardo
Guitarra: Perinho Albuquerque
Sax tenor: Juarez Araújo
Arranjos de cordas: Perinho Albuquerque
Arranjos de base: Perinho Albuquerque e Fernando Costa

Download: Maria Bethania - Passaro da Manhã - 1977

Um comentário:

Frank C. Busatto disse...

Tenho que confessar, meu queixo caiu.
Quando lí o seu e-mail informando que já (e foi super já mesmo) havia postado, putz...
O que posso dizer além de obrigado. Muito obrigado mesmo. A minha esposa adora este disco, e não sei porque aquele que gravei para ela há uns 10 anos está apresentando erro de leitura.
Resgatar esse disco é muito bom, e tudo isso graças ao "Musicas para o meu povo".